Meu primeiro amor

Posted by Debbys On terça-feira, 15 de dezembro de 2009 14 Insanidades
Dizem que certas coisas são inesquecíveis: o primeiro beijo, o primeiro fora, o primeiro namorado, e assim vai. Concordo que as lembranças não desaparecem como um todo. Ficam guardadas lá no fundo da memória, pra gente poder dar boas risadas no futuro ou passar por aquele momento nostálgico.

Pode parecer clichê, mas meu primeiro beijo não foi o melhor, muito menos minhas primeiras paqueras. Sim, assim vou chamá-los, pois amor é algo muito forte, e creio nunca ter sentido por nenhum dos garotos que já passaram por minha vida nada parecido com o que sinto agora. E olhem, nem foram tantos. Tive sim muitos romances na infância, mas nada passou de olhares e risinhos. Cada ano surgia um namoradinho novo, e assim foi até eu realmente arrumar um namorado, daqueles que você apresenta para a família e beija na boca. Foram dois meses interessantes e, obviamente eu chorei muito com o fim, mas hoje, quando lembro do meu sofrimento naquela época, fico rindo sozinha.

Não precisa ser o primeiro ou o segundo. O primeiro amor não tem hora certa pra chegar. Às vezes até nos enganamos, confundimos e, no fim, acabamos sentadas na frente da TV comendo chocolate. Meu primeiro amor apareceu do nada, como um grande amigo, e está até hoje comigo, compartilhando risos e lágrimas. Com ele eu aprendi e aprendo, vou seguindo a vida. Se eu tenho certeza absoluta? Na verdade, não, mas nunca senti tamanha felicidade no coração, nem nunca nada parecido com o que sinto ao lado dele.

Primeiro ou único, eu também não sei, mas eu amo demais a pessoa que caminha ao meu lado, que me segura nos tropeços e me levanta nas quedas. Esse sim, é meu primeiro amor!

*Texto para o Blogueando*

14 Insanidades:

Daninha disse...

Meu primeiro beijo também não foi um dos melhores, oapskapospaksoapsk
Ainda não encontrei meu primeiro amor, estou eperando ele aparecer...

Beijos

Fernanda disse...

concordo com vc ate por que é preciso diferenciar primeiro amor com amor platonico né;)

Rebeca Rocha disse...

Gostei muito! *-*


rebecarocha14.blogspot.com

*tô seguindo :*

anne. disse...

gostei muito!
texto liindo *-*

Caroline Farias disse...

ameei, ameei!
aa meu primeiro namorado, não foi dos melhores né ¬¬ namorei com ele durante 1 anos u.u
boom, mas só tenho 15 anos e ainda tenho muita estrada pela frente!

beeijo

IOLY disse...

Tem coisas que agente realmente nunca esquece *-*
Ah, e eu esperava mto mais do primeiro beijo, rs !

Grata pela visita, Boa Semana ;*

.tai. disse...

Que lindo. Tenho fé que um dia enconttro alguém assim pra mim.
=D

gabyzinhastar disse...

Que lindo.
Concordo, o primeiro amor a gente nunca esquece.

Beijos

•Janaina Barreto• disse...

Aiin q fofinho..
Pena q eu naum lembro de ter tido um primeiro amor,e nem lembro do primeiro paquera.É sério.
Achoq ue nunca fui muito romântica mesmo.

ps.: Que esse seu amor dure,e toda a felicidade para vocês.
;D

' Jαdє Amσrιm disse...

Não é porque é o primeiro paquerinha ou namoradinho que é o primeiro amor. O meu primeiro amor já se foi, e ainda me dói muito, mas tudo bem, continuo vivendo!
Adorei o post, o seu amor deve ter gostado mais ainda! =D
Muuuito fofo! *-*


Beeijos!

Babih Xavier disse...

AAh o amor é um sentimento bunito caran...
e uma paquera naum pode ser chamada de amor \o concordo com vc
e que esse seja o primeiro e o mais eterno (se naum for o ultimo)

Lusinha disse...

Muito legal esse post Deb. Melhor ainda a ideia de ver que pessoas tem a sorte de viver esse tipo de coisa. É bom, não é?
Na verdade, ele me fez pensar que talvez essa história de primeiro amor seja sempre a cada novo amor, a cada nova pessoa que entra em nossa vida. Amei algumas pessoas nessa vida e digo que amei, porque cada sentimento teve sua intensidade, sua alegria, sua importância. E, na verdade, há uma evolução. Evolução porque vamos nos conhecendo um pouco mais a cada pessoa e aprendendo onde podemos nos entregar e onde não podemos mais, porque vamos também aprendendo a conhecer a outra pessoa. Por mais que cada uma seja única, cada uma com seus defeitos e qualidades.
Hoje digo que amo meu namorado como nunca amei ninguém, mais eu já disse isso outras vezes na vida. Não desmerecendo meu sentimento atual pelo namorado, porque eu realmente nunca amei ninguém como o amo, mas talvez se o nosso destino não for para ficarmos juntos, espero que o próximo venha mais intenso e mais consciente, claro; porque é o que acaba acontecendo com o passar do tempo.
Por isso que eu sigo que se trata do meu primeiro amor. O amor em que eu tinha idade e cabeça para reconhecer o que é amor; mesmo tendo achado desde os 11 anos que eu sabia o que era isso.
Bjitos!

Ana C. disse...

Ai q meigu! ^^
Primeiro beijo é sempre ruim(?)ou é impressão minha?²
hahaha
Q bom q vc encontrou seu amor.Primeiro ou não, nota-se que ele é mt especial pra vc. Isso é o q vale!
;)

Erica Ferro disse...

Que belo!

Amor é algo muito complexo. Talvez nós nunca amemos, acho que pelo fato de o amor ser tão alto.
Será que um dia alcançaremos o amor?

Enquanto isso, nós desfrutamos da paixão.

Beijo.

Postar um comentário

Esse espaço é todinho de vocês!